Sexo é papo sério.

Exploração sexual

A exploração sexual é caracterizada quando uma pessoa induz uma criança ou adolescente a práticas sexuais em troca de dinheiro, comida ou abrigo.

O explorador pode ser o próprio cliente que negocia diretamente com a  vítima, obtendo qualquer tipo de vantagem ou ser um intermediário que negocia pela vítima e obtém lucros financeiros com isto.

A maioria das crianças e adolescentes que sofrem exploração sexual são de famílias de baixa renda e saem de casa por maus tratos e também por abuso sexual do próprio pai, padrasto ou de um familiar.

Sem condições de sobreviverem por não terem trabalho e nem dinheiro, acabam caindo nas armadilhas dos exploradores que oferecem um quarto para dormir e comida, em troca dos "favores sexuais".

O número de vítimas de exploração sexual cresce, assustadoramente, no Brasil, principalmente na região nordeste.

O crime é previsto no artigo 244 do Estatuto da Criança e do Adolescente e a pena é de 4 a 10 anos de reclusão.


Pesquisar no site
SaferNet Brasil
Cartilha SaferDic@s